Loader Image
Encontre-nos!

Porque realizar um estudo de Site Survey

Você já deve ter percebido, dentre todas as redes sem fio que já se conectou, que existe uma diferença de qualidade significativa entre elas. Muitas vezes atribuímos a qualidade da rede a apenas um parâmetro: Velocidade.

Porém a velocidade é apenas a consequência de uma rede sem fio com diversos atributos que funcionam perfeitamente e em sincronia:

‣ Estabilidade                                     ‣ Reflexão / Absorção de Sinal
‣ Roaming Veloz                                ‣ Antenas por Ponto de Acesso
‣ Unidade da Rede                            ‣ Protocolo 802.11 Ideal
‣ Limite de Usuários                         ‣ Controle de Ruído
‣ Frequência Ideal                             ‣ Tempo Baixo de Resposta
‣ Nenhuma Área de Sombra           ‣ Posição de Antenas
‣ Integridade de Pacotes                  ‣ Quantidade de Pontos
‣ Banda / Canal Ideal

Portanto para se obter uma rede sem fio perfeita, é necessário que se faça um estudo, um planejamento que indique qual a melhor maneira de se montar essa rede.

Como é realizado nosso estudo e o que esperar dele.

O Site Survey trata completamente da primeira camada de uma rede e parcialmente da segunda.

survey

A primeira camada é a parte física de uma rede sem fio.

Em uma rede cabeada seria o equivalente a saber quantos cabos iremos usar, onde eles começam e terminam, qual o comprimento máximo, quantos dados conseguem passar por eles.

Porém, todo o estudo é feito medindo e projetando ondas eletromagnéticas.

Primeira Etapa – Definir os requisitos

Toda rede, sem fio ou não, é criada para servir um propósito. Existem inúmeras diferenças entre a criação de uma rede para 5 notebooks e para 50 celulares.

Portanto a definição do que será usado e do que se espera usar sob a rede no futuro é a primeira etapa do serviço.

‣ Quantos Dispositivos?
‣ Notebooks?
‣ Celulares?
‣ Será acesso de alta velocidade?
‣ Aplicação sensível a latência?
‣ Serão usados serviços de Localização em Tempo Real?
‣ Coletores de Dados?
‣ Câmeras de Vigilância?
‣ Ponto Eletrônico?
‣ Telefones?
‣ VOIP?
‣ Existirá o ticket de visitante?
‣ A operação exige redundância de Equipamentos?

 

O entendimento das necessidades faz parte do serviço prestado e todo o estudo será feito tomando como base os requisitos definidos no início do projeto.

Segunda Etapa – Definição da Área de Cobertura

O segundo passo é definir as áreas que devem ser cobertas. Para isso é necessário a planta baixa ou uma planta proporcional e fiel às medidas atuais dos ambientes.

Informações necessárias:

– A medida exata de uma parede ou escala.
– Marcação de Colunas, Dutos de Ar Condicionado, Máquinas que emitam calor
– Marcação de Porta Pallets, Blocados, ou qualquer outra barreira dinâmica.
– Pé direito dos ambientes, marcação de paredes de concreto ou dry wall.

Terceira Etapa – Relatório de Planejamento

Aqui já é possível a emissão do Relatório de Planejamento onde estarão demarcados os locais de posicionamento das antenas, instruções de instalação das antenas e pontos, melhores práticas, velocidade, força do sinal, banda, ruído, throughput  e outros atributos  que são esperados caso todas as diretrizes sejam seguidas.

Todo o cálculo é realizado através de softwares profissionais que fazem a modelagem da propagação do sinal em 3 dimensões, levando em consideração a potência das antenas barreiras, interfêrencia entre eles e os requisitos que foram pré-definidos.

Quarta Etapa – Relatório de Validação ou Correção

Muito similar ao Relatório de Planejamento. Após a instalação das antenas e da rede em funcionamento é feito um estudo no local,  usando hardware e software de medição para validação da saúde da rede na prática.

Você pode esperar deste relatório a detecção de problemas e quais ações tomar para a resolução dos mesmos, assim como a validação de que a rede implantada é eficaz e de qualidade, garantindo assim que futuros problemas estarão relacionados a outras camadas da rede ou da aplicação.

 

Conheça nosso produto.